top of page
corretora vendas de planos de saude
REGRAS PLANOS DE SAUDE  ​EMPRESARIAIS

REGRAS
PLANOS DE SAUDE 
EMPRESARIAIS

Assistencia Médica para Empresas
COMO CONTRATAR?

Para a simulação de um plano de saúde empresarial, A Empresa deverá apresentar o CNPJ da empresa, a quantidade de beneficiários que serão inclusos e atendidos pelo plano.

 

O número mínimo de pessoas pode variar de acordo com a seguradora que está oferecendo plano.

Algumas delas exigem que para a realização do contrato do plano de saúde empresarial, sejam inclusas, no mínimo, duas ou três pessoas.

 

Tabela de vendas com os preços distribuídos por faixas etárias e porte:

Planos de Saude PME porte I – empresas de 2 a 29 beneficiários

Planos de Saude PME porte II – empresas de 30 a 99 beneficiários

Planos de Saude EMPRESARIAL porte III – empresas de 100 ou mais beneficiários

 

 

EMPRESAS Micro empreendedor Individual (MEI):

- 180 dias da data de abertura

- Apresentação da Declaração de Autenticidade

- Cópia do RG/CNH do responsável pela assinatura do contrato Empresas.

- Cópia do contrato social registrado no órgão competente ou

- Requerimento de empresário, registrado na Junta Comercial ou

- Máximo de 02 titulares por contrato

- Cópia do CNPJ atualizado

 

DEMAIS EMPRESAS

- Cópia do contrato social registrado no órgão competente ou

- Requerimento de empresário, registrado na Junta Comercial ou

- Cópia do RG/CNH do responsável pela assinatura do contrato

- Cópia do CNPJ atualizado

corretora vendas de planos de saude

POR QUE OS PLANOS DE SAÚDE FICAM MAIS CAROS COM

O AVANÇAR DA IDADE?

Como se sabe, a probabilidade de internações e longos tratamentos,

cada vez mais caros, é bem maior com a idade. Com isso, sobem

também as despesas, que impactam as mensalidades.

POR QUE SÃO NECESSÁRIOS REAJUSTES ANUAIS?

Um dos maiores desafios para o setor de saúde é a inflação médica,

que em todo o mundo é muito superior à inflação que mede os

demais preços da economia. Insumos, medicamentos, materiais,

equipamentos, diárias em clínicas e hospitais sofrem reajustes

que impactam a precificação das mensalidades. Outros fatores,

como o aumento da utilização do plano e a incorporação de

novas tecnologias, por vezes mais caras que as existentes, também

influenciam no custo dos planos.

Planos de Saude Empresariais

Há a opção de contratação de planos NACIONAIS ou REGIONAIS. O que isso significa: se você contrata um plano REGIONAL – que é significativamente mais barato – o seu funcionário só poderá ser atendido na área de cobertura contratada (por exemplo, em São Paulo, capital). Se ele estiver em viagem para o Nordeste e tiver uma necessidade lá, o plano não cobrirá nada. A diferença de preço não é grande, portanto, dê preferência para planos nacionais.

Como funciona um plano de saúde com coparticipação

Quem opta por esse tipo de plano de saúde, gasta menos na mensalidade quando comparado a um plano tradicional, mas precisa pagar por consultas e exames e em alguns casos no internamento.

 

Confira como funciona um plano de saúde com coparticipação.

O plano de saúde que tem coparticipação é bem parecido com um seguro tradicional, pois em ambos os casos, você paga as parcelas mensais e tem direito a atendimento na rede credenciada. A diferença, no caso da coparticipação, é que você paga por cada exame ou consulta que fizer, além da mensalidade do plano.

Por conta desta diferença, a parcela cobrada mensalmente no plano de coparticipação custa menos do que a mensalidade de um seguro tradicional. Então, quem não precisa de tantas consultas ou exames com frequência tende a gastar menos com a coparticipação.

 

O que você precisa saber na hora de contratar um plano de saúde? Será que é o preço? Ou a cobertura de clínicas e hospitais? O plano deve ter coparticipação? todas essas respostas são importantes, mas existe um ponto que dever ser o primeiro dessa lista: a escolha da operadora.

vendas de planos de saude empresariais via whatsapp
REGRAS PLANOS DE SAUDE  ​EMPRESARIAIS
REGRAS PLANOS DE SAUDE  ​EMPRESARIAIS

POR QUE OS PLANOS DE SAÚDE EMPRESARIAIS, EM ALGUNS

CASOS, TÊM VALORES MAIS ACESSÍVEIS?

Primeiramente, porque o plano coletivo é contratado por um

número maior de pessoas e no mesmo momento. Desta forma,

o contratante tem uma margem mais ampla para negociação dos

valores, o que barateia o plano de saúde para o beneficiário final.

A grande diversidade do perfil de participantes em uma mesma

carteira de clientes também dilui as despesas, permitindo

a viabilidade financeira do plano.

valcorretora de seguros e planos de saude

Documentação Obrigatória
Das empresas:
• Contrato social e alterações posteriores.
• Requerimento de empresário ou certificado de Micro Empreendedor Individual – MEI juntamente com declaração
de regularidade pessoa jurídica com firma reconhecida (mínimo 06 meses de abertura).
• Cartão do CNPJ atualizado.
• Comprovante de endereço da empresa.
• Cópia do RG e do CPF dos sócios.
• GFIP, FGTS integral com comprovante de pagamento do mês anterior ao da contratação.
• Nome da(s) controladora(s), controlada(s) ou coligada(s) .


Dos beneficiários:
• Cópia do RG e do CPF.
• Cópia do comprovante de residência.
• Cópia da certidão de casamento ou da declaração pública de união estável registrada em cartório 
• Cópia da certidão de nascimento para filhos menores de 18 anos.
• Cópia da certidão de invalidez emitida pelo INSS para filhos inválidos de qualquer idade.
• Cópia do termo de tutela ou do termo de guarda definitiva expedido pela autoridade competente para
menores sob guarda ou tutela do beneficiário titular.
• Comprovação de vínculo marital com o titular para enteados.

Recém-contratados:
• Para recém-contratados até 30 dias da data de admissão, mediante apresentação de cópia da carteira
de trabalho autenticada em cartório (páginas: foto, qualificação civil, registro anterior e posterior ao registro).

Mais informações:
• Para empresas com mais de 199 vidas é necessário solicitar cotação.

corretora vendas de planos de saude
bottom of page